COBOLware 6.0

Atualmente os usuários exigem que os aplicativos se apresentem de forma gráfica. 
E isto é um desafio para os Desenvolvedores COBOL, que são constantemente pressionados a adotar este tipo de interface.

Ao mesmo tempo, outros setores deste mesmo mercado, exigem que os sistemas estejam compatíveis com sistema operacional Linux, dada a sua maior confiabilidade, estabilidade e desempenho.

Neste cenário, a escolha da Linguagem COBOL é especialmente gratificante, pois podemos aproveitar a portabilidade tão almejada na concepção da linguagem. 

As ferramentas oferecidas atualmente pelos produtores de compiladores COBOL obedecem a este princípio. Mas não levam em conta que muitos daqueles que desenvolvem seus sistemas em COBOL, vêm trabalhando há décadas antes do advento da interface gráfica.
E durante este tempo todo, acumularam milhares de programas que permanecem em uso até hoje.

E os usuários destes sistemas também desejam aproveitar estes recursos.

Isto faz com que os desenvolvedores COBOL tenham grande resistência em adotar a interface gráfica. Pois isso implicaria em grande esforço de reengenharia de interface, programa a programa, em meio a milhares.
E tudo isso sem acrescentar nenhuma funcionalidade aos sistemas. Só o que se consegue é torná-los mais bonitos.

A COBOLware resolve este impasse com um conjunto de ferramentas de desenvolvimento, que permitem que a transição da interface de caracteres para interface gráfica se processe de forma tranquila. Todo o acervo de telas é convertido para o modo gráfico automaticamente, no momento da compilação, para que não haja mudanças na forma tradicional de programar.

É claro que para que um aplicativo tire proveito dos recursos gráficos como push-buttons, figuras, list-boxs, combo-box, radio-buttons, check-buttons e barras de progresso, é necessário que o programador faça modificações manuais.
Mas com as ferramentas da COBOLware, isto é feito sobre uma base em que todos os aplicativos já estão na mesma plataforma gráfica, usando inicialmente menus gráficos, entry-fields e mouse. 

Como não poderia deixar de ser, todos os programas passam a usar interface gráfica de forma abstrata de plataforma. Ou seja, na compilação, o código produzido não contém nenhuma amarração com o modo gráfico.
É em tempo de execução, que os objetos visuais são criados. E quando os programas são executados no modo texto ou em sistemas operacionais da família Unix, o runtime simula no modo texto, todos os recursos gráficos, exceto é claro, a exibição de figuras.

O COBOLware 6.0 é Fornecido gratuitamente para proporcionar produtividade aos Desenvolvedores COBOL.

O manual está disponível on-line e o download pode ser feito abaixo: